EM RITMO DE FÉRIAS DE JULHO

Depois da luta para fechar o semestre, pais, alunos e professores estão se preparando para as férias. Se o semestre foi muito difícil ou moleza, se o boletim está meio feio ou uma maravilha, o fato é que a ansiedade é igual para as férias!

Com tanto frio pela manhã, os alunos começam a torcer muito para que as tais férias realmente cheguem logo. Um sonho acordar sem despertador, sair mais tarde da cama e fazer outras coisas que não seja ir para a escola. Na verdade, além do cansaço das aulas, tem também o da rotina, a repetição diária de uma mesma empreitada.

Os humanos adoram uma novidade, qualquer possibilidade de ter um dia diferente. No Via Café também pensamos nisso e teremos tardes inteiras de pura diversão. Teremos colônia de férias, lançamentos no cinema, dança, exposições ou shows musicais.

Desta forma é possível descansar nas férias e ainda aperfeiçoar conhecimentos em áreas diversas. Então, que tal administrar melhor seu tempo, rever sua desorganização, acionar novas memórias e aprender coisas de outro jeito?

Alunos se preparam para as férias de julho

O cinema é uma grande fonte de conhecimentos

Reinventando o tempo das férias

Todo mundo deve ter ao menos uma semana de descanso completo, para relaxar e curtir a vida bem longe das apostilas. A máquina precisa de trégua. Então, que tal convidar os amigos e descobrirem juntos o que tem de novo no shopping?

São muitas as nossas opções para as férias. E você pode fazer do seu tempo algo grandioso! Dá para ver filmes bacanas e escolher na livraria temas do seu interesse, com muita calma e atenção.

Por falar em livros e alunos

Para os que se preparam para o Enem, olho bem grande nas ofertas de clássicos de autores como Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis, Lima Barreto, Ariano Suassuna, Guimarães Rosa, dentre outros. É o tipo de aquisição que você pode usufruir tanto nas férias como depois destas. Obra no bolso, só passar na Praça de Alimentação para completar o passeio, afinal, é férias só no colégio, do estômago, não!

 

Nenhum Comentário

Deixe um comentário