O sentido da páscoa e a tradição dos ovos

 

Até a vinda de Jesus, a  palavra páscoa significava  “festa dos pastores nômades pela chegada da primavera” e era tradicionalmente celebrada onde ele viveu. Depois de sua morte, que ocorreu justamente na semana em que se celebrava a páscoa, ficou conhecido como “Domingo de Páscoa ou da Ressurreição”. Nesta data se celebra  a ressurreição de Jesus Cristo, fato ocorrido três dias após a sua crucificação. O tempo exato coincide com o primeiro domingo após a primeira lua cheia depois do equinócio vernal de cada ano. A tradição dessa celebração comemora a ressurreição de Jesus, fato que nos remete à salvação e  esperança para a humanidade. Todos os anos, entre março e abril, os cristãos no mundo inteiro fazem celebrações no dia da Páscoa. Nesse dia é comemorada, além da ressurreição de Cristo, a sua primeira aparição entre os Discípulos, conforme a Bíblia.

A troca dos ovos de Páscoa é um costume muito antigo, que vem antes do cristianismo.  Jesus, inclusive, participou de vários festejos de Páscoa, que acontecia para lembrar o fim da escravidão no Egito, que durou 400 anos. Jesus gostava dessa celebração, cujos símbolos do pão e do vinho são lembrados até hoje.

Ovos são símbolos da fertilidade e do renascimento

Ovos como presentes entre as pessoas dava-se como votos de bons presságios, pois na cultura judaica o ovo é um símbolo da fertilidade, do renascimento.  Com a morte de Jesus e a propagação de seus ensinamentos pelo mundo, tradições como celebrar o pão e o vinho e trocar ovos no Equinócio da Primavera se proliferaram e foram incorporadas aos costumes cristãos. Os agricultores daquela época enterravam ovos em suas terras em busca de boa colheita. Hoje, presenteamos com ovos de chocolate, mas o sentido se mantém.

Assim como naquela época pintavam-se ovos de galinhas – verdadeiras obras de arte – para presentear na Páscoa, também se capricham hoje nos recheios e visuais dos ovos de chocolate. E como reza a tradição, as cores precisam ser alegres, afinal, simbolizam o renascimento. Assim, sejam gregos ou egípcios, europeus ou ingleses, russos ou gregos, os ovos de páscoa sempre são coloridos, artísticos e saborosos, para darem água na boca e esperanças ao coração.

Se você ainda não escolheu o seu, ou está na dúvida para presentear alguém, com essa bagagem de sabor e tradições, venha viajar com a gente nas delícias mil do Via Café! Afinal, a Páscoa é para renovar nossa fé na construção de um mundo que pode – e deve – ser muito melhor.

Nenhum Comentário

Deixe um comentário