HORA DE PESQUISAR E COMPRAR O MATERIAL ESCOLAR

Paciência, pesquisa, tempo e calculadora na mão. Comprar a lista de material escolar solicitada pelo colégio não é fácil, não é barato, não é brinquedo não. É preciso estar atento há muitos detalhes para evitar uma compra desnecessária e não deixar itens importantes para trás. As papelarias estão recheadas de opções e ofertas, da mochila ao lápis preto. Importante observar o que a escola está pedindo, o filho e o que será realmente útil.

A atenção e o cuidado ainda são os melhores conselheiros nestas horas, mas dicas também ajudam. Deixar a criança em casa e fazer uma compra seguindo somente o seu estilo pode não ser a melhor opção, afinal, é a criança quem irá carregar aquele estojo e cadernos o ano inteiro. Algumas coisas podem ser escolhidas por ela, e o instante pode ser aproveitado para uma boa aula de educação financeira.

Escolher é importante

Deixar que a criança escolha alguns itens bem ao gosto dela a faz se sentir valorizada. Entretanto é importante que  também levado em conta o assunto é o orçamento. Decerto que esse não pode ser estourado, portanto, há limites para os gostos e para os custos.

Cada pai e cada mãe tem o seu jeito de lidar com essas questões. Na verdade podem se transformar em excelentes momentos de aprendizado. Uma aula prática sobre a necessidade real de trocar isso por aquilo, abrir mão de uma coisa em função de outra. Simplesmente porque não será possível levar tudo que se quer para casa. As crianças mais participativas vão adquirir, além de lápis e cadernos bonitos,  mais senso de realidade.

De acordo com o coordenador em gestão financeira da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Ricardo Teixeira, os aumentos nos principais itens da lista de material escolar este ano está na casa de 4,32%, mas há itens mais barato do que no ano passado.  “Esse aumento é basicamente um ajuste, pois na verdade, está abaixo da inflação”, explica.

Não deixe para a última hora!

Entre as dicas, não deixar tudo para a última hora, comprar em etapas e ir analisando modelos e pedidos da escola. “Não precisa comprar tudo de uma vez no mesmo local”, diz. O Importante é estar sempre com a lista em mãos e ir conferindo, marcando os itens que já foram adquiridos.

Para as crianças mais novas, há pedidos como tecidos, lixa, prendedores de roupa, feltro, tapete. Enfim, diversos itens que nem são possíveis de comprar em um mesmo local.

As formas de pagamento também são negociáveis, entre à vista com desconto e a prazo, com preços e juros (se houver) negociados com clareza. Importante considerar que nunca se consegue comprar tudo para o ano inteiro, sempre será preciso “atualizar” com algo, como o lápis que acabou ou perdeu, caderno cujas páginas que já encheram e outros. O período letivo só está começando!

Passar a tarde com as crianças no Via Café, aproveitando as atrações de férias e ainda voltar para a casa com o material escolar das crianças, é uma excelente ideia! São muitas opções e ofertas de preços em diversas lojas. Só conferir!

 

Nenhum Comentário

Deixe um comentário