DIA DA ÁGUA: MOMENTO DE REFLEXÃO E INICIATIVAS DE PRESERVAÇÃO

Esta semana o mundo celebra o Dia Mundial da Água (22 de março). A data é um convite à reflexão sobre o quão somos dependentes desse elemento da natureza. Serve também para nos perguntarmos  o que estamos fazendo para continuar a ter água de boa qualidade no planeta. Na verdade, a população mundial levou um baita susto ao constatar que as riquezas naturais não são infindáveis como se supunha antigamente. Continuaremos a ter o que formos capazes de preservar – como sombra e água fresca.

Se cuidarmos bem da água e do planeta de modo geral, teremos tudo o que ele nos oferece. Caso contrário… o planeta se manifesta e viramos formiguinhas na correnteza.  Somos parte desse ecossistema, uma minúscula célula: 65% do nosso corpo é água e o restante não vive sem ela. Nisso se resume a nossa dependência da água, a mãe da vida na terra. Sem ela, muito pouca coisa continuaria por aqui…

A água doce corresponde a apenas 7% do volume de água presente no planeta

                                        O Dia Mundial da Água

Esse dia foi criado para ser um momento de reflexão e de alerta à população sobre a importância de ações possíveis para preservá-la. Seja economizando, não jogando lixo no lugar errado ou orientando as novas gerações a cuidarem dos rios e nascentes. A questão é de vida ou de morte.

Pois bem, a conscientização sobre a urgência da economia desse recurso natural é uma das principais metas desse dia. A água limpa e potável é um direito humano garantido por lei desde 2010, de acordo com a Organização das Nações Unidas – ONU. E o Dia Mundial da Água também  foi instituído pela ONU, em 21 de fevereiro de 1993. Desde então, ficou determinando que o dia 22 de março seja a data oficial para comemorar e realizar atividades de reflexão sobre o significado da água para a vida na Terra.

O Via Café tem um projeto eficiente de aproveitamento da água com inteligência, além da chamada eficiência energética, com a realização de estudos sobre a melhor forma de utilizar a luz natural sem que haja redução na visibilidade dentro do mall. Entre as soluções encontradas estão o uso de piso de cor clara e a instalação de vidros no teto, que contribui para entrada de luz e calor. O objetivo é oferecer conforto aos frequentadores e, ao mesmo tempo, reduzir os custos de energia. Isso também resulta em economia de água, já que a maior parte da energia elétrica utilizada ainda é proveniente das hidrelétricas.

Nenhum Comentário

Deixe um comentário