TODA BELEZA E MAGIA DA ÁRVORE DE NATAL

A magia da árvore de natal

Elas são mais antigas que o próprio Natal. Já antes de Cristo, outras culturas e religiões enfeitavam árvores para celebrar a fertilidade da natureza.  Depois do cristianismo, os registros dos primeiros enfeites de árvore de Natal surgem então no norte da Europa, no começo do século XVI.

A exemplo dos Celtas, que decoravam pés de carvalhos com maçãs douradas em datas festivas, os cristãos também adotaram o costume, E com o passar do tempo, as árvores foram ficando mais enfeitadas. As estrelas simbolizando a Estrela de Belém, as velas simbolizando a luz de Cristo e as rosas em homenagem à Virgem Maria. Nos séculos XVII e XVIII, contudo, esse hábito se popularizou.

Copiamos da monarquia

Só no século XIX a árvore de Natal ganhou o formato como a conhecemos hoje.  O príncipe Alberto, marido da rainha Vitória, da Inglaterra, montou uma Árvore de Natal no palácio real britânico. Dias depois, a família real foi fotografada próximo à árvore e a imagem publicada pela revista “Illustrated London News”. Era o Natal do ano de 1846. Bastaram alguns dias para que quase todos os lares da Inglaterra providenciassem também a sua árvore. Nos anos seguintes, elas ganharam o mundo. Sempre ao lado de presépios e outros enfeites natalinos.

As árvores fazem a alegria sobretudo das crianças, encantadas com o colorido, as estrelas e as luzinhas piscando. Sem falar que muitas delas servem como sombra e guardiã dos presentes de Natal. Abrigam aquelas caixas lindas e cheias de laços que tão bem ornam a árvore mais linda que já se viu.

Se você ainda não montou a sua, corra ao Via Café e encontre uma profusão de árvores de todos os tamanhos, além de mil opções de enfeites. Sua casa vai ganhar outro colorido neste Natal!

Nenhum Comentário

Deixe um comentário