AAAATTTINNN!!!!

Você já perdeu as contas de quantas vezes desejou “saúde!” hoje para aquele colega de trabalho que não para de espirrar? Saiba, você não é o único; ele também não. Os vírus das gripes, resfriados e afins, estão, por toda parte.  O que há de diferente nesta época do ano, é que as baixas temperaturas e o ar seco, fazem com que os poluentes e micro-organismos permaneçam por mais tempo no ar, aumentando o nosso tempo de exposição e as nossas chances de absorvê-los no organismo.

O ar frio também faz a gente fechar as portas, as janelas, cercar o vento e aprisionar os vírus no nosso espaço. O resultado de tudo isso pode ser gripe, resfriados, crises de asmas, bronquites, sinusites… ou nada disso, se o nosso time de anticorpos estiver batendo um bolão e se for escalado atempo de virar os resultados desse jogo, a nosso favor. Se há criança ou idosos em casa, vale redobrar os cuidados nessa época do ano.

Popularmente, as infecções virais das vias aéreas superiores são todas chamadas, de gripe, assim, de modo generalizado. São, no entanto, doenças diferentes. A gripe provoca sintomas intensos, febre alta, calafrios, dor muscular, coriza, tosse, dor de cabeça e pode evoluir para complicações respiratórias, com infecções bacterianas como pneumonia e sinusite. Os sintomas podem durar uma semana ou mais. O resfriado é provocado por vírus como adenovírus, rinovírus e vírus sincicial respiratório. Em geral, provoca sintomas mais brandos, com coriza, tosse, congestão nasal, dor no corpo e dor de garganta leve. A febre, quando presente, costuma ser baixa. Normalmente, os sintomas duram até três dias e apresentam melhora espontânea.

ALERGIAS

Alérgicos são mais sensíveis às mudanças bruscas de temperatura, podendo desenvolver rinite, sinusite, bronquite, asma. O quadro mais comum é uma inflamação da mucosa nasal, caracterizada por sintomas como coriza, espirros, nariz entupido, coceira. As rinites, como as sinusites, podem ser alérgicas ou não.

Os campeões de desencadeadores são os ácaros presentes em poeiras do ambiente doméstico, pelos de gato, cão, mofo e pólen. No inverno, essas alergias podem se infecciosas e precisam ser enfrentadas com antialérgicos.  A sinusite apresenta sintomas como dor na face, dor de cabeça, secreção esverdeada, nariz entupido e pode precisar de tratamento antibiótico.

Já a bronquite é uma doença aguda, provocada pela inflamação das vias aéreas inferiores (brônquios) e tem como principal causa as infecções virais. Os sintomas são tosse, febre e falta de ar. E a asma é uma doença inflamatória crônica que, na maioria das vezes tem causa alérgica e provoca sintomas como falta de ar, chiado no peito e tosse. As crises agudas necessitam de medicamentos que ajudem a aumentar o espaço da passagem do ar, os chamados broncodilatadores.

 

LEVANTANDO A BADEIRA DO IMPEDIMENTO

A boa notícia é que é possível armar um contra-ataque, marcação cerrada em cima de cada entrada de vírus, em especial, o H1N1.

Comece pela vacina em dia.  A vacina da gripe deve ser aplicada anualmente e é gratuita para grupos de risco.

Lave bem as mãos sempre que possível, principalmente quando for se alimentar, após espirrar ou tossir e depois de usar o banheiro.

Quando espirrar ou tossir, leve o braço e não a mão no rosto ou nariz.

Manter boa higiene da casa, usar pano umedecido em água com vinagre. Dispense a vassoura que levanta poeira.

Evite lugares com muita aglomeração de pessoas, sem ventilação adequada.

Use umidificador de ar no ambiente, com saída de vapor de até 60%.

E o mais importante de tudo: mantenha uma boa alimentação e beba muita água.

Marque, assim, o seu gol de placa contra doenças de inverno!

*No Garden você faz passeios e compras protegido das correntes de vento frio e em ambiente climatizado. Pode escolher com calma agasalhos, calçados, adequados, alimentos, edredons e cobertores que vão te aquecer neste inverno.

Tags da Postagem
Nenhum Comentário

Deixe um comentário